[email protected]

Discute-se sobre o aparecimento da gagueira na infância, com base nas características do processo de aquisição da linguagem pela criança. Analisa-se de que modo as crenças e atitudes dos adultos (pais, parentes, professores) em relação à fala infantil e à gagueira podem levar a criança a uma situação de sofrimento na fala.

En el tratamiento de la tartamudez existe un trabajo con motricidad oral que tiene como objetivo:
1) Concienciar al hablante de su efectiva capacidad de habla;
2) Ayudarlo a sentir, comprender y acoger los gestos articulatórios tensos que marcan su tartamudeo;
3) Desarrollar confianza en su capacidad para realizar estos gestos sin luchar.
Este enfoque permite curar el sufrimiento asociado con la tartamudez.

No tratamento da gagueira há um trabalho com a motricidade oral que visa:
1) Conscientizar o falante a respeito de sua efetiva capacidade fonoarticulatória;
2) Ajudá-lo a sentir, entender e acolher os gestos articulatórios tensos que marcam sua gagueira;
3) Construir confiança na sua capacidade de atravessar esses gestos sem lutar.
Essa abordagem permite curar o sofrimento associado à gagueira.

Para comemorar o Dia Internacional de Atenção à Gagueira 2020, os membros do grupo terapêutico gratuito coordenado pela Fga. Silvia Friedman decidiram comentar sobre o modo como vêem a gagueira; como têm feito para lidar com ela e os resultados que têm alcançado.

La disfluencia se constituye por una falta. La falta momentánea de una expresión verbal para decir lo que uno está pensando. La tartamudez, por el contrario, se constituye por un exceso. El exceso comienza con un intento de controlar los movimientos del habla que, por su naturaleza, son automáticos y espontáneos.

A disfluência se constitui a partir de uma falta. A falta momentânea de uma expressão verbal para dizer o que se está pensando. A gagueira, ao contrario, se constitui a partir de um excesso. O excesso começa com a tentativa de controlar os movimentos da fala que, por sua natureza, são automáticos e espontâneos.

Live moderada pela Fga. Daniela Tenório, na qual a Fga. Dra. Silvia Friedman reponde questões sobre fluência, disfluência e gagueira.

Fala-se sobre o tratamento da gagueira a partir de três eixos que se entrecruzam.
1) O desenvolvimento da consciência fonoarticulatória;
2) A compreensão da relação corpo / mente na produção da gagueira;
3) O desenvolvimento da capacidade de aceitar e acolher a gagueira.