[email protected]

Campanha para o dia internacional de atenção à gagueira 2018

A sociedade e a gagueira

A gagueira é uma dificuldade de comunicação que vai além do ato de se expressar

Quem convive diariamente com a gagueira, seja a pessoa que gagueja, seja sua família, sabe como é difícil enfrentar a sociedade sendo alvo de piadas, falta de respeito ou discriminação.

Para além dos bloqueios, prolongamentos e repetições da fala, há um universo de pensamentos e emoções que podem levar à reações incompreensíveis diante de situações cotidianas como falar ao telefone, expressar a opinião diante dos outros, pedir comida num restaurante, reclamar por uma injustiça ou convidar alguém para sair.

Concentre-se no conteúdo da mensagem.

Quando uma pessoa que gagueja se esforça fisicamente para falar, usando gestos estranhos ou movimentos involuntários, o faz porque está tentando não gaguejar diante de você, está fazendo o seu melhor esforço para que você continue a dar-lhe atenção.

Dê-lhe o tempo que seja necessário para falar.

Quando uma pessoa que gagueja demora em responder a uma chamada telefônica ou a uma pergunta, sabe exatamente o que dizer, não está insegura, nem nervosa, apenas necessita mais tempo que você para falar.

Dê atenção e desfrute da conversação.

Quando uma pessoa que gagueja percebe que você está incômodo em ouvi-la, evita olhá-la, olha o celular enquanto ela fala, faz cara de preocupado, ela se sente mal e pouco acolhida, exatamente como você ou qualquer outro ser humano que se vê ignorado.

Evite dar conselhos sobre como falar, respirar ou se sentir.

Quando uma pessoa te escuta dizer “calma”, “respira”, “relaxa”, tudo o que ela recebe é uma critica à sua forma de falar. A gagueira é involuntária, ela não está nervosa, nem apressada, simplesmente sua fala é diferente da tua.

Procura informação e dá apoio ao teu filho ou estudante. Nunca nos esquecemos daquilo que sentimos, pensamos e fazemos na escola.

Quando um estudante que gagueja é obrigado a expor, a ler em voz alta e sua professora lhe diz “vejo que você não estudou”, provocando as risadas dos colegas, sente uma grande frustração e vergonha.

Quem gagueja precisa de um pouco mais de tempo para expor suas ideias. Deixe-o expressar-se.

Quando numa reunião de trabalho a pessoa que gagueja quer compartilhar seu ponto de vista, enquanto todos os outros falam ao mesmo tempo, sabe que não terá o tempo que precisa para explicar e simplesmente se cala, embora possa ter algo importante para dizer.
  • arte gráfica Pedro Friedman / Ana Karina Espinoza
  • ano 2018
  • realização
  • apoio